Pages

sábado, 27 de fevereiro de 2016


Meu jeito louco de ser.

2
Não sou a adolescente mais forte e corajosa que há nesse mundo, mas sempre que preciso enfrentar um problema, ergo a cabeça e enfrento com muita coragem. Não tenho a vida mais perfeita que alguém pode ter, mas sou feliz e sou grata por Deus ter me dado a vida que levo hoje.
Talvez por ter 13 anos, as pessoas acham que eu não tenho problemas, que sempre estou bem, ou coisa assim, mas não é isso...
Sou louca, falo o que tem na minha mente, sou sincera demais, sou desastrada, nervosa, ansiosa e um pouco dramática, amigável quando quero, me irrito fácil, gosto de fazer os outros rir, esse é meu jeito, sou quem eu quero ser, uma hora tá feliz, na outra já não está mais, em um momento animada, no outro já está com a cabeça abaixada. Não mudo meu jeito por ninguém, não obrigo ninguém a aturar esse meu jeito louco de ser, nasci assim e vou ser sempre assim.
Não demonstro nem a metade do que eu sinto, estou triste por dentro, mas por fora tento ficar o mais feliz possível, por isso sempre acham que eu estou feliz, sempre de bem com a vida...
Fazer as pessoas felizes mesmo estando triste é comigo mesma, adoro fazer isso, talvez ajudando uns aos outros que o mundo vai ficar melhor daqui pra frente, sempre penso assim, espero que isso possa acontecer algum dia.

Oi amores, então, resolvi me abrir nesse texto falando um pouquinho do jeito que eu sou, como vocês sabem, eu AMO escrever, então essa foi a forma que eu achei pra "desabafar".
Obrigado por terem lido, espero que tenham gostado ou até se inspirado de alguma forma!
Beijos e até o próximo post!

2 comentários:

Léa Figueira disse...

Você não é louca, é corajosa por dizer o que sente, e como somos moldadas para seguir padrões, mulheres que expõem o que sentem são levadas a acreditarem que são/estão loucas. As pessoas sempre vão achar que seus problemas são poucos ou menores do que os dela. Faz parte de quem são. Quando se tem 13 anos, dirão que é nova demais para ter problemas, aos 20, dirão que é rebeldia de adolescente, aos 30, que é falta de marido, e se vc for casada, que é falta de filhos, e se tiver filhos, que tá reclamando de barriga cheia, quando vc tiver 60 em diante, vão te chamar de velha chata, a verdade é que só você sabe o que se passa aí dentro, e muita gente vai tentar minimizar isso por acreditar nas verdades delas. Não se abale, mantenha sua autenticidade. É o que te faz ser única. :)

Antonio Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
A Verdade Em Poesia.

Postar um comentário